Rock In Rio

BALANÇO DO ROCK IN RIO - LISBOA 2012

Notícias»
Publicado em 17 junho 2012 Visitas: 896
Imprimir
 
A Cidade do Rock recebeu 353.000 fãs nos 5 dias de evento. O dia 25 de maio, com os Metallica como cabeças de cartaz, contou com 42.000 pessoas. O segundo dia, 26 de maio, com rock alternativo dos Linkin Park e Smashing Pumpkins, foi o mais concorrido, com 83.000 pessoas. O terceiro dia, 1 de junho, 74 mil pessoas não quiseram perder a estreia dos Maroon 5 em Portugal. Já a 2 de junho, 73 mil pessoas cantaram em coro com os veteranos Bryan Adams e Stevie Wonder. No encerramento, a 3 de junho, 81 mil pessoas assistiram aquele que já é considerado por muitos o Concerto do Ano: Bruce Springsteen & The E Street Band.

Segundo os resultados do inquérito realizado pela E-value na Cidade do Rock, a maioria do público era português, essencialmente proveniente da Área Metropolitana de Lisboa (54%), Norte (17,6%) e Centro (17,6%).

Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio deixa uma mensagem de agradecimento “Queremos agradecer a participação do público português e os dias especiais que se viveram na Cidade do Rock. É muito reconfortante sentir que contribuímos de alguma forma para a felicidade de tantas pessoas num altura conturbada como esta em que vivemos. O aumento do número de público da edição de 2010 (329.000 pessoas) para esta edição vem mostrar que a nossa aposta em acelerar contra a crise resultou e que investir em tempos de crise vale a pena”.
 
Fabiano Queiroz, do Departamento Artístico, destaca a qualidade dos concertos de Metallica (25 maio), Linkin Park (26 maio), a energia e ligação com o público de Ivete Sangalo e Maroon 5 (1 junho), Bryan Adams e Stevie Wonder (2 Junho), o peso e a história dos 30 anos dos Xutos & Pontapés e a vitalidade e o amor pela música de Bruce Springsteen & The E Street Band, e sublinha “Os artistas mostraram-se felizes por participarem num evento do porte do Rock in Rio-Lisboa, destacando a qualidade técnica do Palco Mundo e do som e o público maravilhoso que os recebeu. Os Maroon 5 enviaram um email agradecendo a simpatia e enorme profissionalismo da equipa de Produção”.
 
 
Zé Ricardo, Diretor Artístico deste palco mostrou-se satisfeito com os resultados: “O Sunset de 2012 foi sem dúvida o melhor de todos em Lisboa. O público aderiu massivamente assistindo a todos os concertos, desde a abertura ao encerramento do palco, a integração dos artistas em cada encontro foi perfeita e o espírito destes encontros que vão além da música, são encontros de alma, ficou absolutamente claro para o público português”. Destaque para a banda alemã Kreator, que recebeu Andreas Kisser, o guitarrista dos Sepultura num encontro com duelos de guitarra marcantes (25 maio). Os Xutos & Pontapés e o Titãs repetiram o encontro memorável que realizaram no Rock in Rio Brasil e o público delirou (26 maio). Boss AC uniu os seus beats e batidas ao groove do Samba e do Soul do cantor Zé Ricardo e da cantora Paula lima (1 junho). Jorge Palma juntou-se a Luís Represas e João Gil para um verdadeiro encontro de velhos de amigos (2 junho). E para encerrar com chave de ouro, no dia 3 junho, o Palco Sunset recebeu o maior encontro de rock em língua portuguesa dos últimos anos: Rui Veloso e Erasmo Carlos num encontro inesquecível.
 
 
Cerca de 30.000 pessoas passaram por este espaço cuja conceção e cenografia, bem como a extrema qualidade ao nível técnico do palco, som e luz, foram alvo de elogios por parte dos artistas e do público. Miguel Marangas, Diretor Artístico, conclui “as atuações ao vivo das bandas Azari & III, dOP e Discotexas Band levaram à Cidade do Rock público interessado especificamente em assistir a este tipo de apresentações. Os internacionais Chase and Status com o Mc Rage, Dr Lektroluv, The Magician, Dyed Soundorom, Maceo Plex, Jamie Jones, Martinez Brothers e Masters at Work destacaram-se, juntamente com os nacionais Dj Vibe e Stereo Addiction. No último dia o lendário Dj Harvey abriu o palco com um Sunset Set que não deixou indiferente quem assistiu”.
 
 
A Rock Street foi sempre um dos espaços com maior movimento na Cidade do Rock, repetindo o sucesso já registado em 2011 na edição brasileira. Bruce Leitman, Diretor Artístico da Rock Street considera que “Fazendo juz ao espírito e à cultura de Nova Orleães que homenageia, este espaço fez o público mergulhar nas águas do Mississippi para participar em momentos inesquecíveis de jazz e de improviso. O público português mostrou-se extremamente entusiasta e participou com uma alegria e espontaneidade que deixou os artistas impressionados. O comentário geral no backstage era de agradecimento e alegria por participar em algo tão inovador e surpreendente”. Destaque no primeiro fim de semana para Melech Mechaya, Gypsy Ska Orkestra, Nobodys Bizness e TJ Johnson que empolgou todos tocando e cantando seu Rhythm & Blues acompanhado pelo Bruce Henri Trio. No segundo fim de semana Christian Reyes, Lillian Boutté, a artista que mais impacto teve, não só pela grande simpatia e energia, mas também pela capacidade de comunicar, fazendo o público cantar, chorar, e expressar-se, Cais Sodré Funk Connection, Mingus Project e Rat Swingers. O espaço foi animado todos os dias por vários artistas de rua como a estátua de chocolate, a Taróloga, o Mágico, os Motoqueiros cantores, o Caricaturista, o Casal de Andas, o Malabarista, e as bandas Dixie Gang, Projeto Bug e Lindy Hoppers.
 

Marina Frangioia, Diretora Artística deste espaço inspirado num bairro de Nova Iorque que teve a sua estreia internacional dentro do Rock in Rio-Lisboa, faz o balanço dos 5 dias “O palco conseguiu agarrar o público, com a sua dinâmica, energia e alegria e apresentou coreografias contagiantes. Vários elementos do público subiram ao palco e integraram a performance com alegria”. A Street Dance apresentou três performances diárias da crew residente, os Jukebox, excelentes profissionais e com uma forte capacidade de comunicação com o público, e atuações de crews e dos semi-finalistas do Concurso Street Dance. No dia 3 de junho, os Momentum Crew, 4 elementos masculinos do Porto, venceram a final do Concurso Street Dance. “A actuação da crew vencedora foi magnífica. Foi uma performance de B-boying puro, que incorporou o hino do palco, com uma limpeza na técnica que é reconhecida tanto em Portugal como no estrangeiro, composição coreográfica  bem estruturada, balizada por conceitos perceptíveis até nos figurinos, um pouco à imagem da Escola Olímpica Russa. São excelentes Street dancers e deram espectáculo!”, comentou Marina Frangioia. Os Momentum Crew vão representar Portugal na Final do Concurso Street Dance que se realiza no próximo ano, na edição de Buenos Aires, disputando o prémio com os vencedores que forem apurados no Rock in Rio-Madrid 2012, Rock in Rio 2013 (Rio de Janeiro) e Rock in Rio-Buenos Aires 2013.
 
 

350 MIL PESSOAS PASSARAM PELO ROCK IN RIO LISBOA 2012

Notícias»
Publicado em 06 junho 2012 Visitas: 907
Imprimir
Este ano, na quinta edição, passaram pelo Parque da Bela Vista, 353 mil pessoas vindas de vários pontos do país, e do Mundo.
 
À semelhança das edições anteriores, a organização voltou a apostar nos encontros únicos no Palco Sunset e no público adepto da música de dança. Até ao fecho de portas, a Eletrónica tomou conta do Parque da Bela Vista.

Uma das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012 chama-se Rock Street. Estreada no Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, este novo espaço do evento bebe do espírito da cidade norte-americana Nova Orleães.

A Street Dance é outras das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012. A estreia foi na capital portuguesa. Segue agora para Madrid e para o próximo ano é a vez do Rio de Janeiro e Buenos Aires, na Argentina, acolher este espaço onde a dança de rua está em destaque.

Em 2014, o Parque da Bela Vista volta a ser a Cidade do Rock. O anúncio oficial foi feito este domingo, 03 de junho.
 
 

ELETRÓNICA HEINEKEN 03.06.2012

Notícias»
Publicado em 03 junho 2012 Visitas: 922
Imprimir
ELETRÓNICA HEINEKEN 03.06.2012
 
DJ Harvey (UK/EUA)
Dj Harvey é mais um dos nomes do top 100 do Resident Advisor que vai subir à cabine da Eletrónica Heineken. Harvey é um dos mais respeitados DJs que alguma vez passou pelo nosso país e foi uma grande influência para a maioria dos artistas que fizeram o movimento de música de dança em Portugal. Responsável por algumas das mais especiais performances dadas por DJs internacionais no nosso país, DJ Harvey vem mostrar o “seu” Disco Punk e provar porque é um dos djs mais desejados da atualidade. Curiosidade: Dj Harvey foi também o primeiro baterista da banda de Jamiroquai.

DJ Vibe (PT)
Vibe é o mais consagrado e unanimemente considerado como o melhor DJ português de todos os tempos e está este ano a comemorar os 25 anos de carreira. O seu longo percurso como DJ não pára de surpreender quer pelas sonoridades constantemente atuais, mantendo o espírito "underground" de sempre, quer pela criteriosa escolha das suas atuações. Brevemente, DJ Vibe vai iniciar mais uma tour pela América do Norte e, no final do mês de março, vai participar pela 17ª vez na Winter Music Conference, em Miami, onde foi convidado para integrar um painel que vai contar com a presença dos líderes mundiais desta indústria. Uma presença constante desde a 1ª edição do Rock in Rio-Lisboa, Vibe regressa à Eletrónica Heineken naquela que já é considerada como uma noite clássica do maior evento de música e entretenimento do mundo.

dOP Live (FR)
Os dOP são conhecidos pelas suas performances altamente criativas, que surpreendem o público que assiste aos seus concertos. Ao longo dos seus espetáculos vão utilizando disfarces e assumindo diferentes personagens o que dá uma dinâmica inesperada à sua prestação. O house produzido pelos dOP tem sido um sucesso quer em festivais para milhares de pessoas, quer em festas exclusivas dirigidas a um público mais restrito. Recentemente os dOP editaram um novo disco com a prestigiada editora francesa Kitsune.

DJ Dixon (ALE)
Dixon é um DJ alemão que iniciou o percurso no aclamado circuito de discotecas de Berlim. Desde cedo se habituou a tocar sets que duravam toda a noite o que o ensinou a “trabalhar” o público de forma a prender a sua atenção e energia. DJ Dixon foi o mentor e A&R da editora Berlin Sonar Kollective e possui uma sensibilidade que lhe permite misturar sons vocais soul/black com o techno alemão que está de novo em voga, sem nunca perder o seu lado groovy e funky.

Stereo Addiction (PT)
O projeto nacional Stereo Addiction é formado por Gustavo e John-e, produtores e DJ's de música eletrónica. A qualidade do seu trabalho conquistou desde cedo o público nacional o que lhes deu uma notoriedade que permitiu atuar nos mais conceituados espaços noturnos nacionais e internacionais. Esta será a segunda vez que a dupla portuguesa sobe à cabine do Rock in Rio-Lisboa.
 
 

CONFIRMADOS: ROCK IN RIO 2013 EM BUENOS AIRES E 2014 PORTUGAL

Notícias»
Publicado em 06 junho 2012 Visitas: 1473
Imprimir
A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo, a Câmara Municipal de Lisboa e o Governo de Buenos Aires apresentaram no passado Domingo, as edições do Rock in Rio-Buenos Aires 2013 e do Rock in Rio-Lisboa 2014.

A conferência de imprensa contou com a presença de Roberto Medina, Presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio, António Costa, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa e Mauricio Macri, Governador da Cidade Autónoma de Buenos Aires. As bandas argentinas Los Pericos – grupo de reggae mítico da Argentina, com 25 anos de carreira e mais de 2 milhões de discos vendidos – e Tan Bionica – considerados o melhor grupo argentino em 2011, contam com mais de 250 mil seguidores no Facebook e 15 milhões de visualizações no Youtube – que integram o cartaz do Palco Sunset nos dias 2 e 3 de junho respetivamente, também estiveram presentes neste momento.

Segundo António Costa, Presidente da CML “O Rock in Rio-Lisboa é um dos grandes eventos do calendário de espetáculos da capital e felizmente está garantida a sua permanência em Lisboa para mais uma edição. A relevância do Rock in Rio para a promoção do nome e da imagem da cidade e o seu impacto económico, nomeadamente para o sector do turismo, são algumas das razões que motivam a Câmara Municipal de Lisboa a acolher este evento”.

O Rock in Rio-Buenos Aires 2013 terá lugar nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 4, 5 e 6 outubro de 2013 no Parque da Cidade, ao sul de Buenos Aires. Este espaço tem 180.000 m2 e capacidade para receber 100.000 pessoas por dia. A primeira edição argentina do evento terá as mesmas atrações que podem ser vistas em Lisboa – o Palco Mundo, o Palco Sunset, a Eletrónica, a Rock Street e a Street Dance – e uma grande novidade: o Sky Lounge, um restaurante a 200 metros de altura, montado sobre a emblemática “Torre Espacial” do Parque da Cidade, o Mirador mais alto da América Latina, onde cerca de 1.000 pessoas por dia poderão jantar com uma vista inigualável sobre a cidade de Buenos Aires.

Para Roberto Medina, Presidente do Rock in Rio “A ida para a Argentina é mais um passo na internacionalização da marca que pretende ser a maior marca de música e entretenimento do mundo. Nos próximos anos pretendemos chegar também à Ásia e à América do Norte”.
 

PREMIADOS ROCK IN RIO - ATITUDE SUSTENTÁVEL

Notícias»
Publicado em 02 junho 2012 Visitas: 1281
Imprimir
A cada edição, o Rock in Rio premeia os parceiros que se guiam pelo Plano de Sustentabilidade desenvolvido pela organização e pela sua atitude sustentável dentro da Cidade do Rock.
O Prémio Rock in Rio Atitude Sustentável - Parceiros tem como objetivo promover as boas práticas ambientais, sociais e económicas que contribuam para um desenvolvimento sustentável.
 
Ricardo Carriço e Agatha Areas subiram ao Palco Mundo para entregar o prémios aos vencedores:
 
Categoria Fornecedor (2 vencedores)
SCC – Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, S.A. com a marca HEINEKEN
Têm um programa a longo prazo, até 2020,"Brewing a Better Future" (BaBF) - Produzindo um Futuro Melhor; todos os fornecedores têm de subscrever obrigatoriamente o Heineken Supplier Code e marcaram presença na Cidade do Rock com o stand Heineken Green Rocks, para sensibilização do público para a recolha de copos de plástico.
 
PERI Portugal
Optam por fornecedores que possuam produtos com qualidade e com certificação, os colaboradores do armazém que conduzem empilhadores e efetuam as cargas e descargas dos camiões possuem formação adequada e condução eco-eficiente e está previsto para 2012 a promoção de uma formação em segurança rodóviária e de condução defensiva/eficiente a todos os colaboradores. Aplicação de madeiras na construção de estruturas para o Rock in Rio, após a sua utilização estas serão novamente recuperadas e reutilizadas em outras obras.
 
Categoria Loja
KFC
Elaboram um Relatório de Sustentabilidade, na Cidade do Rock fazem controlo do caudal de água a utilizar, comunicam ao público as medidas de sustentabilidade consideradas no âmbito da sua actividade/presença no Rock in Rio através de sinalética colocada na unidade e pelo exemplo de cumprimento de boas práticas.
 
Categoria Stand
R/COM – Renascença Comunicação e Multimédia
A organização promove campanhas de sensibilização e comunicação para o exterior no âmbito de ação social e consciência ambiental. Comunica ao público as medidas de sustentabilidade decorrentes da sua presença no Rock in Rio e as da organização do evento e imprime no seu espaço um conceito relacionado com a sustentabilidade.
 
 

 

Perguntas & Respostas

Esta ação é um TOP?

Não. Esta ação não representa um “TOP” e pelas suas caraterísticas não pode ser classificada como tal. É uma distinção igualitária e uniforme para todos os artistas. Não existem vencedores.
 

Vai existir primeira, segunda, terceira posição?

Não. Esta ação pretende distinguir 20 artistas de igual forma, por ordem alfabética e como referido na alínea a. não representa um “TOP”. Estão desde logo excluídas as posições de primeiro, segundo, terceiro lugar e assim sucessivamente. Entendemos que a música deve ser encarada como uma arte e não como uma competição.
 

Porquê 20?

Consideramos que 20 é o número justo, tendo em conta que há cada vez mais e bons artistas que merecem ser distinguidos. 17 são eleitos pela redação do Portal 100% DJ e 3 serão o resultado dos mais votados pelo público. 
 

Existem marcas associadas?

Sim. Esta ação tem o apoio da Artipel Portuguese Cork e como Rádio Oficial a Rádio Nova Era.
 

Qual é o objetivo desta ação?

Reconhecer e distinguir a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs portugueses. 
 

17 artistas são distinguidos pela redação do Portal 100% DJ e 3 pelo público. Porquê?

A opinião do público é de extrema relevância em qualquer ação/distinção. Neste caso em concreto, desafiamos os seguidores a votar nos seus 3 artistas favoritos e 17 são distinguidos pela redação do portal.
 

Pode haver repetição de artistas nos 17 do Portal 100% DJ e nos 3 do público?

Não. Ao contrário do ano passado, desta vez não irão existir artistas repetidos, isto é, que estejam nos distinguidos pelo Portal 100% DJ e nos mais votados pelo público. 
 

Na votação qualquer estilo musical é aceite?

Sim. Qualquer estilo musical eletrónico é aceite na votação.
 

Quando e onde serão apresentados os 20 Mais de 2015?

Os "20 Mais de 2015" serão apresentados a 8 de dezembro no Portal 100% DJ em www.100-dj.pt.
 

Até quando posso votar?

A votação do público está disponível entre os dias 23 de outubro e 30 de novembro (pelas 16 horas).
 

Quantas vezes posso votar?

Apenas é aceite uma resposta por endereço de e-mail. Caso o endereço já exista na base de dados, todas as respostas seguintes serão classificadas como nulas/inválidas, acabando por serem eliminadas e não contabilizadas.
 
{slider} Podem votar pessoas residentes noutros outros países?}
Podem. Não existe restrições de países.
 

Quando é considerada votação inválida?

É considerada votação inválida quando o votante insere até três nomes iguais ou outras palavras que não nomes válidos de artistas portugueses.
 

É obrigatório inserir 3 DJs na votação?

Sim. É obrigatório inserir o nome de 3 DJs portugueses e todos eles diferentes.
 

Os artistas distinguidos recebem algum prémio?

Para além do material gráfico exclusivo, os artistas distinguidos receberão um prémio físico. A entrega será posteriormente combinada com a Redação.
 

São aceites inscrições?

Esta ação não funciona com inscrições, pois não se trata de um concurso ou disputa.
 

Posso votar em DJs de outros países?

Não. Esta ação destina-se apenas a DJs de nacionalidade portuguesa. As votações que contenham nomes de DJs estrangeiros são classificadas como inválidas, acabando por ser eliminadas e não contabilizadas.
 
 

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais.