DANNIC: 'OS HOLANDESES ADORAM AJUDAR-SE UNS AOS OUTROS'

Escrito por Gonçalo Dourado | 100% DJ
Publicado em 17 novembro 2015

 

É o melhor amigo de Hardwell e nos últimos tempos tem demonstrado da melhor maneira o seu talento na área da música eletrónica. O Portal 100% DJ teve a oportunidade de entrevistar Dannic, durante a sua estadia em Vilamoura, onde atuou na discoteca Bliss na mesma noite. As suas atuações em Portugal, os fãs nacionais, a relação com Hardwell e as novidades sobre sua carreira foram alguns dos pormenores desvendados à única plataforma em Portugal “365 Dias ao Ritmo da Noite” numa imperdível entrevista.

 
Quais foram os teus melhores momentos em Portugal?
Estive cá poucas vezes. Uma delas num festival fantástico (RFM SOMNII – O Melhor Sunset de Sempre), penso que estavam 40 mil pessoas na praia e foi, definitivamente, um dos pontos altos deste ano. E claro, o primeiro espetáculo que fiz aqui, no I Am Hardwell (Lisboa) que foi muito bom também.
 
Quem gostavas que fosse o número 1 do Top 100 da DJ Mag?
Hardwell, sem dúvida. Teve um ano fantástico, com um novo álbum e tudo.
 

Já tenho vários talentos que estou a apoiar e agora para a minha editora quero dar-lhes destaque.

 
Conheces algum DJ português?
Sim, claro! Kura, é um grande amigo meu. Mas também há novos talentos, cujos nomes não me recordo agora. É bom ver cada vez mais novos produtores vindos de Portugal.
 
Que novidades podes desvendar acerca do futuro da tua carreira?
Vou lançar muitas músicas, tenho muitos temas a sair. No Tomorrowland reproduzi alguns ID’s e estive em estúdio com pessoas interessantes para novas colaborações como Makko, Sick Individuals... Tenho também duas novas músicas a solo e criei agora a minha própria editora, que vai ser muito interessante.
 
 
Vais apostar em novos talentos para a tua nova editora?
Já tenho vários talentos que estou a apoiar e agora para a minha editora quero dar-lhes destaque. Apesar de ter a ‘Dannic Selection’ na Revelead Recordings, eu quero ter a minha própria plataforma para poder ajudar os novos talentos.
 
Como descreves o público português?
Muito amigo, carinhoso e super educado em cada música que reproduzes. São pessoas muito boas, gosto muito.
 
Como é trabalhar com Harwell, o teu melhor amigo?
É o meu melhor amigo, por isso para mim é uma coisa normal. Nós conhecemo-nos à 11 anos, penso eu, antes dele ter sucesso e já fizemos quase tudo juntos. Estive em estúdio com ele desde o início, quando a Revealed Recordings nasceu e quando fiz uma das minhas primeiras músicas. É muito bom ter um amigo que faz a mesma coisa que eu. Para nós é como se fosse um passatempo porque amamos aquilo que fazemos. É a melhor sensação do mundo.
 
Há algum segredo por detrás do sucesso holandês na música eletrónica?
É uma boa pergunta. Primeiro que tudo, há 20 anos atrás, o que a electronic dance music é agora, nós tínhamos isso na Holanda, mas com mais techno. Sendo assim, penso que é uma vantagem pois temos muitos DJs na Holanda, que é um país pequeno e todos se entre ajudam. Os holandeses adoram ajudar-se uns aos outros, tal como podem ver no futebol. Tiesto, Hardwell, Dyro e muitos outros já me ajudaram e isso faz com que sejamos uma grande família e que fiquemos no topo.
 
Que mensagem queres deixar para os leitores do Portal 100% DJ?
Primeiro que tudo, obrigado (em português) por todo o apoio. É fantástico ver como as pessoas reagem às minhas faixas e aos meus DJ sets. Os meus fãs portugueses são uns dos melhores, desde o início, por isso muito obrigado.
 
 
Segue Dannic nas redes sociais
     
 
 
 
 
 
 
 

Últimas Noticias

Mais Lidas

ATENÇÃO: Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais.